Crise econômica, desemprego e preconceito aumentam o risco de suicídio, diz Ipea