ARTIGOS
 
REENCONTRO COM A MINHA HISTÓRIA
 

Doutor Luizinho

Quando digo que minhas raízes estão em Nova Iguaçu, isso não é força de expressão. Não sou apenas nascido e criado nessa cidade. Meus laços afetivos vêm de longe e se amarram em pelo menos quatro gerações de Antonios: meu bisavô, meu avô, meu pai e eu. Todos Antonios sem acento circunflexo e batizados na catedral que leva o nome do santo casamenteiro, padroeiro do município, realizador de múltiplos milagres.
Meu bisavô paterno, herdeiro de terras da antiga Vila Iguassú, não chegou a viver a riqueza proporcionada pelos laranjais, cujo auge se deu na primeira metade do século 20. Morreu moço, em 1919. Quando minha bisavó Rosa se viu viúva, mãe de duas crianças – uma menina de quatro anos e um garoto de dois (meu avô) –, ela não teve dúvidas: loteou as propriedades e vendeu tudo. Eram da bisa Rosa a atual Via Light, a Rua da Maçonaria e toda a Rua Paiva Teixeira – a casa 127 dessa via, ainda hoje cheia de pés de cajá, era onde ficava a sede da antiga chácara da família.
Quando nasci, em 1973, no Hospital Iguassú, mais de meio século depois da venda das terras de meus bisavós, já não havia mais na cidade o perfume das laranjas e, em nossa casa, nem sinal de herança dos Paiva Teixeira. Mas eu e minhas duas irmãs crescemos muito bem, em um lar feliz, sem luxo, conforto ou viagens para o exterior. Brincávamos na rua, ralávamos joelhos, vivíamos em casas de muros baixos e o quintal era cheio de amigos.
Dona Lúcia era uma mãe amorosa, mas severa, que nos cobrava deveres de casa bem feitos e caligrafia impecável. Já meu pai, o terceiro dos Antonios, era seu contraponto: um Dionísio, amante dos prazeres, das festas, do samba e futebol. Sou uma mistura dos dois, graças a Deus.
Nossa glória era ver o Flamengo domingo no Maracanã e luxo era visitar uma tia que morava em Copacabana. Foi naquela praia mundialmente famosa onde eu e minhas irmãs aprendemos a nadar. Não recomendo o método utilizado: nosso pai simplesmente nos jogava nas ondas da Princesinha do Mar e mandava a gente se virar.
Tudo que me tornei devo a essa história, a maior parte dela construída em Nova Iguaçu. O sonho de ser médico, acalentado desde menino, foi realizado graças a uma bolsa deestudos da UNIG. Os livros eram caros, o dinheiro era raro e eu vivia na fila do Xerox. No primeiro ano da faculdade, conheci minha mulher, Sara, brava que só, que também virou médica. Juntos, construímos o outro pedaço da nossa história.
As residências médicas no Hospital São José e Hospital Iguassú; o primeiro emprego; a abertura da primeira clínica; o primeiro carro; o primeiro apartamento financiado; a primeira noite em que aquele casal assustado, mal saído da adolescência,deixou a maternidade colocou no berço uma bebê linda que mal sabia como cuidar. Depois da Bia, veio o Lipe, a vida seguindo seu fluxo natural. Até que um dia, carreira estabilizada, veio o convite: quer cuidar da Saúde da cidade onde você nasceu?
Quem me conhece já não estranha, mas os novatos se chocam ao me ver chorar igual criança quando consigo algo bacana para a minha cidade, como tive oportunidade de fazer quando fui secretário municipal de saúde; depois, como secretário de Estado e, agora, como deputado federal.
Não chorei, mas confesso que me emocionei quando, recentemente, nosso mandato conseguiu impedir que o governo federal extinguisse a Delegacia da Receita Federal de Nova Iguaçu, o que obrigaria as pessoas a se deslocarem até Volta Redonda para conseguirem um simples alvará ou documento fiscal. Claro que foi ótimo conseguir com meu mandato resolver essa demanda. Mas o que me emocionou foi me dar conta, ao ir lá dar a boa nova para o pessoal, que bem em frente à delegacia fica a Rua Paiva Teixeira, assim batizada em homenagem aos meus bisavós, localizada nas antigas terras da nossa família. Fiquei parado, em pé, tentando compreender os desígnios do universo. Ali, por um instante, contemplei o meu passado e reencontrei a minha história.
..

 

 

Publicidade



 
 
 
 
navegue aqui
colunas
 
Empresa Jornalística Real ZM Notícias Ltda
   
Rua Bahia, 529 - Nova Iguaçu - Cep.: 26282-010
   
FUNDADOR: Manoel Batista de Almeida
   
Diretor Comercial: Marcelo de Souza Almeida
   
Diretora Administrativa: Michelle de Souza Almeida
 
Copyright 2013 ZM Notícias - Todos os direitos reservados